A cidade

Itambacuri é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população estimada em 2013 era de 23 528 habitantes.

A convite do Governo Imperial da época, foi fundado no Vale do Mucuri e Rio Doce, um aldeamento para catequese dos indígenas, a fim de liberar terras para a colonização e se aproveitar da mão-de-obra dos nativos.

Frei Serafim de Gorízia e Frei Ângelo de Sassoferrato, que aqui chegaram a 19 de Fevereiro de 1873. Estava dentro em pouco tempo, formada a aldeia na data de 13 de Abril de 1873, legalmente considerada a fundação da cidade.

Outros moradores da região, atraídos pelas atividades de derrubada da mata e expansão das atividades agrícolas e pecuárias, foram chegando e se fixando.

Quatro anos depois, contava o povoado com algumas dezenas de casas, uma igreja e uma média de 500 índios, que auxiliavam no trabalho da lavoura.

A vida econômica e social do povoado prosseguiu em ritmo normal até sua elevação à categoria de distrito e posteriormente de município (em 18 de maio de 1924).

Com a criação do município em 1924, foi a sede elevada a cidade. A princípio, o município de Itambacuri jurisdicionava-se à comarca de Teófilo Otoni, até 1948.

Com a criação do Decreto-lei n 336, Itambacuri passou a comarca em 1948.

Itambacuri era formada de 4 distritos: Itambacuri (sede), Aranã, Frei Serafim e Igreja Nova (hoje Campanário). Por força da Lei Estadual n 2.764, de 30 de dezembro de 1962, foram desmembrados passando a municípios: Campanário, Frei Gaspar, Frei Inocêncio, Pescador, Nova Módica, São José do Divino.

Hoje restam em Itambacuri os distritos de Frei Serafim e Guarataia.[3]

A atriz e modelo Camila Alves é natural de Itambacuri.